Desenvolvimento de sites

4 Minutos

9 técnicas de Copywriting para aumentar a conversão

9 técnicas de Copywriting para aumentar a conversão

O copywriting está em toda parte: é o texto em sua página de destino, o conteúdo de seus e-mails promocionais e as palavras em seu folheto de propaganda. Se você produz um texto com o objetivo de impulsionar as vendas, as palavras que você usa são o que chamamos de copy e podem ajudar a converter. 

O propósito é atrair usuários e aumentar a conversão, transformar visitantes em leads, e leads em clientes. A copy é a forma como a maioria das empresas de sucesso fala com seus clientes atualmente. Quando ela é bem feita, você atrai atenção sobre aquilo que está dizendo, oferecendo ou vendendo. Logo, negligenciar o copywriting pode ser a perda de uma oportunidade incrível para potencializar as vendas.

A seguir, você pode conferir algumas dicas para tornar seu copywriting eficaz na geração de conversões em seu site. Acompanhe a leitura!

#1. Conheça seu público

Você vende seus produtos ou serviços quando sabe exatamente quem precisa deles. Ao conhecer seu público, é possível entender como se comunicar, quais são seus interesses e traçar estratégias para impactá-lo de forma assertiva. Um copywriting (texto de venda) eficaz destaca essa necessidade e explica por que o produto ou serviço apresentado é a melhor solução para o lead. 

Para determinar quem é o seu público, tente criar várias personas. Isso significa fazer algumas pesquisas, descobrir quais grupos de pessoas estão usando seu produto e identificar o que eles têm em comum. 

Considere algumas das seguintes características e como elas podem se aplicar a seus potenciais clientes:

  • Status socioeconômico
  • Cargo e setor
  • Estado civil
  • Idade

Depois de determinar algumas características entre os membros do público, você pode criar várias personas para atingir. Embora fictícias, essas personas representam seus clientes e ajudam a humanizar as pessoas para quem você está tentando vender. 

Lembre-se que conhecer quem é o seu público torna mais fácil alcançá-los, já que você poderá escrever um texto melhor, feito sob medida para as necessidades e expectativas existentes do outro lado.

#2. Use “você” e “seu”

Quais dessas afirmações abaixo parecem mais pessoais para você?

  • Quando um médico pega um estetoscópio, ele precisa confiar que o instrumento não quebrará. Os estetoscópios da Acme resistem ao uso intenso.
  • Quando você pega um estetoscópio, precisa confiar que o instrumento não quebrará. Os estetoscópios da Acme não o decepcionarão.

Há muito pouca diferença entre as duas frases, mas a pequena diferença é que a segunda opção fala diretamente ao leitor e estabelece instantaneamente uma conexão mais próxima. 

Esse é o poder do ponto de vista da segunda pessoa, ou seja, escrever “você” e “seu”. Dirigir-se ao leitor diretamente ajuda a diminuir a distância entre seu negócio, o público e a tela do computador.

#3. Inclua fatos quantificáveis

Imagine que você está desenvolvendo uma nova estratégia de marketing para sua empresa B2B. E você se depara com a informação de que o marketing de conteúdo é uma estratégia interessante de ser adotada. Você lê uma das frases abaixo em um artigo:

  • O marketing de conteúdo é um investimento importante no mercado atual.
  • O marketing de conteúdo custa até 41% menos do que a pesquisa paga. Além disso, após três anos, esse conteúdo terá gerado mais de 300% mais leads do que a pesquisa paga.

Qual das duas é mais convincente e poderá te fazer pensar em investir nessa estratégia? A segunda, certo? Isso porque ela inclui números e parece estar mais embasada. Os fatos são convincentes porque são verificáveis ​​e concretos. Mas tome cuidado: você deseja que eles sejam o seu apoio e não a sua mensagem principal. Então, procure misturar um bom texto com números de pesquisas. 

#4. Enfatize a ação

Conversão é ação. Se você quiser que mais pessoas comprem, assinem ou entrem em contato para obter mais informações, não espere até a chamada à ação (call to action-cta) para trazer isso à tona. 

Coloque verbos e frases de ação em todo seu copywriting, especialmente aqueles que fazem o leitor imaginar que estão fazendo ou alcançando algo.

Isso não significa simplesmente descrever o produto ou serviço em termos de ação. Significa pintar um quadro de seu uso e como isso afeta você.

Outros verbos igualmente eficazes incluem:

  • Lançamento
  • Dirigir
  • Criar
  • Inovar
  • Crescer
  • Explorar

Um copywriting mais ativo toca as pessoas e as leva à ação, em outras palavras, à compra de um produto ou contratação de um serviço.

#5. Seja simples e conciso

Você tem apenas alguns segundos para convencer um visitante em seu site de que vale a pena ficar por lá, mas não conseguirá isso se sua escrita for muito longa e complexa.

Afinal, a maioria dos usuários da web lê 20% do conteúdo de uma página e esse número tende a variar de acordo com a quantidade de conteúdo de uma página da web. Em outras palavras: quanto mais você escreve, menos as pessoas lêem.

E conforme a tecnologia avança e os UX designers aprendem mais sobre como as pessoas fazem pesquisas, os algoritmos dos mecanismos de pesquisa mudam e alteram suas prioridades. 

Hoje, o Google quer conteúdo de alta qualidade que funcione com os leitores. Para criar conteúdo deste calibre que também é otimizado para mecanismos de pesquisa, você precisa determinar:

O que os usuários procuram

Entenda o que seus usuários e potenciais clientes estão procurando. Em seguida, escreva uma copy que trate desses termos de pesquisa. Resolver as consultas de pesquisa dos usuários é o objetivo final do Google, o que significa que não adianta tentar ser sorrateiro e criar conteúdo enganoso (por exemplo, escrever postagens de blog sobre o tópico A e ocultar conteúdo publicitário sobre o tópico B nelas).

Palavra-chave

Integre naturalmente as palavras-chave (como as pessoas buscam um produto ou serviço) ao seu conteúdo. Cuide para não repeti-las demais, pois os motores de busca podem entender que você tem mais foco em ranquear do que solucionar o problema, dor ou necessidade do leitor. O ideal é inserir as palavras-chave de forma moderada e sinônimos para conseguir otimizar o conteúdo, ajudar o usuário e fazer com que os motores de busca classifiquem o texto de forma positiva.  

Descreva

Escreva um meta-título e uma meta-descrição atraentes para atrair seus usuários. Essas informações são o que os usuários veem quando navegam nos resultados da página do mecanismo de pesquisa. Em última análise, é o que faz a diferença para que um leitor clique em seu site e não no de seu concorrente.

Faça links internos

Faça linkagens em posts em blog, por exemplo, para outras páginas relevantes do seu site. Isso tornará mais fácil para os usuários explorarem mais o site e acessar outros conteúdos, fora que seu negócio poderá alcançar melhores posições na página de resultados do Google. 

Priorize o compartilhamento

Inclua botões de compartilhamento em seu conteúdo. Isso potencializa a divulgação do conteúdo e pode ser rapidamente trazer mais visitas e visualizações para a página.

Conheça sua concorrência

Dê uma olhada no que sua concorrência está fazendo. Sobre o que eles estão escrevendo? Que palavras eles usam? Use seus rivais como referência para tornar seu conteúdo ainda melhor.

Observe que essas práticas recomendadas são apenas algumas diretrizes. SEO ou otimização para os motores de busca é toda uma indústria que abrange muito mais do que um punhado de tópicos. Dito isso, essas dicas são um bom ponto de partida para melhorar  a redação do seu site e possibilitar mais conversões.

#6. Escreva títulos atraentes

De acordo com o pioneiro da indústria David Ogilvy, para cada cinco pessoas que lêem uma manchete, apenas uma lê o corpo do texto. Embora seja uma estatística bastante desanimadora, isso mostra a importância de ter títulos fortes para atrair os leitores a clicar.

Com isso em mente, você pode tornar seus títulos mais eficazes seguindo estas quatro dicas:

  • Diga ao leitor o que ele ganhará com o produto, serviço ou artigo (vantagens)
  • Inclua palavras-chave
  • Seja específico
  • Puxe as emoções do leitor

#7. Aproveite a influência social

Como seres humanos, somos sujeitos sociais. Logo, se outro consumidor nos recomendar algo, mesmo que seja um estranho escrevendo uma recomendação na internet, tendemos a confiar mais nisso do que em um anúncio tradicional. 

Na verdade, o feedback de outras pessoas tem tanta influência que 94% dos compradores online relatam evitar um negócio se tiverem lido uma crítica negativa sobre ele. Por que isso importa? Você pode usar a influência social a seu favor em seu copywriting, especificamente:

  • Adicionar comentários de clientes à sua página de destino
  • Criar uma página dedicada a “depoimentos de clientes”
  • Adicionar novos comentários regularmente

E não oculte comentários ruins, acredite, eles podem dar um ar de “autenticidade” ao seu negócio. De acordo com uma pesquisa, 30% dos clientes questionam a autenticidade das respostas dos clientes quando os únicos comentários que veem são bons. Enquanto isso, 68% dos leitores confiam mais nas resenhas quando há notas boas e ruins.

#8. Use uma chamada à ação (CTA) clara

Todos os depoimentos de clientes do mundo não significarão nada se seus leitores não conseguirem descobrir o que fazer a seguir. Em outras palavras, você precisa dizer o que eles devem fazer, onde ir, etc. Logo, é preciso descrever os próximos passos aos leitores.

Evite usar palavras vagas como “próximo” ou “continue” em sua CTA, porque elas não especificam o que um clique fará. Em vez disso, tente algo mais na linha de:

  • Obtenha sua assinatura grátis
  • Assine a nossa newsletter
  • Compre novos itens agora
  • Entre em contato agora mesmo
  • Saiba mais

#9. Use a psicologia para motivar seus leitores

O estudo da psicologia é sobre porque as pessoas fazem o que fazem, por isso ela pode ser a melhor amiga do profissional de marketing. Sabemos que a influência explica por que o neuromarketing é eficaz, mas existem muitos outros processos psicológicos que podem ajudá-lo a aumentar as conversões. Algumas frases são ótimas nisso como:

  • “Só mais 3!”
  • “A venda termina hoje à noite!”
  • “Somente hoje – frete grátis!”
  • “Vagas limitadas!”

Há uma razão pela qual você vê esse tipo de frase com tanta frequência em copys de vendas. Quando as pessoas acreditam que um recurso é limitado ou escasso, elas se sentem motivadas a adquiri-lo. Uma oferta temporária estimula a ação, criando um senso de urgência, desencorajando o leitor de pensar que pode simplesmente “voltar mais tarde”.

Você pode encontrar exemplos disso em muitos sites de varejistas. Redação como “Última chance” indica que o negócio está disponível apenas por um período limitado de tempo. Embora os visitantes inicialmente possam não ter a intenção de comprar, agora eles estão imbuídos de um senso de urgência e se sentem compelidos a agir para não perder a oportunidade.

Use o copywriting para aumentar a conversão

Uma redação eficaz pode aumentar o tráfego do seu site e, por fim, impulsionar as conversões. Ao investir em um copywriting eficaz você não só terá maiores resultados, como verá mais negócios sendo feitos com sua empresa.

Para isso, faça um teste usando algumas ou várias das dicas mencionadas neste artigo. Mas não experimente todos de uma vez: introduza alguns de cada vez e reúna dados para saber o que funciona melhor. 

Lembre-se de que o copywriting não é um negócio de definir e esquecer, você precisará verificar e ajustar continuamente para identificar o que funciona melhor. Ao aplicar técnicas de copywriting para aumentar a conversão do seu site, você sentirá toda a diferença.
Aqui na Sardagna Web criamos sites focados na alta conversão e usando sempre as melhores técnicas de copywriting. Entre em contato agora mesmo com nosso time e veja como sua empresa pode aproveitar todos os benefícios dessa metodologia!

Comentários

Receba Conteúdos
VIP para crescer

Dicas e conteúdos para empresas que querem crescer