Marketing de Conteúdo

3 Minutos

Plano de Marketing: O guia completo para aplicar na sua empresa em 2021

Plano de Marketing: O guia completo para aplicar na sua empresa em 2021

O ano de 2020 foi sem dúvida atípico, porém trouxe também uma série de lições que poderão embasar o plano de marketing deste 2021.

Aliás, agora é a hora de começar a pensar na sua estratégia de marketing para este ano. O que está funcionando bem até o momento? O que não teve sucesso? Que novas táticas você tentará agora em 2021? Foram vários os motivos que fizeram com que nos adaptássemos a uma nova realidade ou ao “novo normal”, e se tem uma coisa que entendemos é que aqueles que estão mais fortes e preparados conseguem superar mais facilmente as mudanças.

Nesse artigo, apresentamos um plano de marketing completo para aplicar na sua empresa em 2021. Preparado (a)? Então vamos lá!

#1: Defina seus objetivos 

Antes de iniciar uma campanha de marketing, você precisa primeiro determinar seus objetivos, onde você quer ir e onde vê o seu negócio no futuro.  

Uma dica é usar os critérios SMART para definir suas metas de marketing.

SMART é uma sigla que significa:  

S – Specific (Específico)

M – Measurable (Mensurável)

A – Achievable (Alcançável)

R – Realistic (Realista)

T – Timely (Oportuno)

Esse método aponta que todos os objetivos devem ser elaborados a partir de metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, realistas e temporais (em um tempo determinado). Por exemplo, digamos que você tenha uma loja de comércio eletrônico que vende suprimentos para animais de estimação e  no ano passado obteve uma receita de cerca de R$200.000.

Os objetivos de marketing para o ano podem ser aumentar a receita do seu negócio em 50%. Mas para que isso ocorra, você deve ajustar sua lista de e-mail em 75%, e para aumentar sua lista de e-mail, também será necessário otimizar o tráfego em 200%.

Em seguida, potencializar seu engajamento online em outros canais em 500%, além do conhecimento geral e impressões em 1000%.

Ou seja, você deve ter clareza sobre os objetivos e as ações que devem ser colocadas em prática para atingi-los e isso se dá com o estabelecimento de metas bem definidas.

Agora vamos para a próxima etapa…

#2: Analise seus esforços atuais

Depois de saber quais são seus objetivos de negócios, você precisa avaliar seus esforços de marketing atuais. Especificamente, descobrir o que está funcionando e o que não está funcionando.

A melhor maneira de determinar isso é observando a performance da sua empresa a partir de ferramentas de marketing. No caso anterior da loja de comércio eletrônico, é possível utilizar o Google Analytics para determinar quais campanhas e canais de marketing estão gerando mais receita e tráfego. Mas há uma infinidade de plataformas que podem ser utilizadas e a rede social Facebook, por exemplo, possui uma ferramenta nativa, o Facebook Analytics. 

O importante é avaliar qual solução mais se adequa às suas necessidades e monitorar as métricas para entender o que pode ser otimizado no dia a dia e obter retorno sobre o investimento.

#3: Analise seu concorrente

A próxima etapa a ser feita é analisar os esforços de marketing do seu concorrente. Isso é fundamental porque, se seus maiores concorrentes estão fazendo algo por um longo período de tempo, é provável que esteja funcionando para eles e pode vir a funcionar para a sua empresa também. 

Suponhamos que você possui uma loja de acessórios para animais de estimação. Se pesquisar “acessórios para cães” no Google, encontrará vários anúncios sobre esse tópico.

Depois de clicar em um anúncio, você pode dar uma olhada na página de destino do seu concorrente. E melhor ainda: lançar o site deles dentro de ferramentas como o SEMRush, que mostrarão tudo o que estão fazendo online para divulgar seus negócios nos motores de busca.

Também é possível utilizar a biblioteca de anúncios do Facebook para visualizar todos os anúncios de mídia social que a concorrência está executando no Facebook e Instagram.

Resumindo, pesquisar todos os seus principais concorrentes e documentar suas descobertas é crucial para novos insights. Então analise a concorrência, suas estratégias de preços, canais de promoção, mensagens, mídia e muito mais.

Não precisa “copiar” o que eles estão fazendo, mas saber dessas informações pode inspirá-lo e mostrar o que você precisa fazer para se tornar referência no nicho de atuação.

#4 Defina seu mercado

Tudo bem, agora é hora de definir seu mercado. Como o marketing tem tudo a ver com comunicar valor ao mercado-alvo, se você transmitir isso ao grupo errado de pessoas, ficará muito difícil atingir suas metas e obter um ROI positivo. É como tentar vender ração de cachorro para pessoas que têm gatos: você pode ter a melhor ração canina do mundo, mas se estiver fazendo marketing para pessoas que possuem gatos, não terá sucesso.

Logo, é fundamental ter conhecimentos aprofundados sobre o seu nicho de mercado e o público-alvo para traçar as melhores estratégias. 

Frente a isso, você deve ser específico (ter metas SMART), não basta apenas dizer que quer vender produtos para pessoas que possuem cães. É tudo muito amplo, já que a ração pode ser para tamanhos em particular (filhote, adulto) ou melhor para um problema de saúde e possuem classificações de nível de qualidade (standard, premium, super premium) com variações de preços que podem definir quem comprará de você. 

Já deu para perceber a importância de ter clareza sobre o mercado e o público-alvo, não é? Então, procure criar uma persona do seu negócio (quem você quer que te acompanhe). Essa ferramenta deverá descrever os dados demográficos, objetivos, interesses e desafios do seu público-alvo. Dessa forma, você pode criar uma estratégia assertiva para falar diretamente com ele e impactá-lo.

#5. Defina sua estratégia de marketing

Depois de entender seu mercado, você pode começar a construir sua estratégia de marketing. Os 4 P ‘s do marketing são os blocos de construção fundamentais de qualquer estratégia e devem estar alinhados aos seus objetivos.

Entre os 4 P’s do marketing, temos:

  • Produto
  • Preço
  • Promoção 
  • Praça

Para fazer uma estratégia de produto (pode ser o que você produz ou serviço que presta), é necessário definir o valor derivado do produto em si, seu design, embalagem e marca.

Em última análise, é necessário ter certeza de que está construindo algo que as pessoas realmente queiram comprar. E não apenas isso: deve-se transmitir isso de uma forma que faça as pessoas quererem comprá-lo.

Lembre-se que nem sempre é o melhor negócio que atinge o coração das pessoas, nem o melhor produto. E sim aquele que, além da qualidade, possui um marketing que consegue encantar o consumidor e vender. Mas para fazer isso, sua proposta de valor deve ser super específica e alinhada ao mercado considerando os outros três “P’s” do marketing:

No que diz respeito ao preço (preço de varejo de seu produto ou serviço), a dica é verificar se ele não excede o valor que o mercado está disposto a pagar por produtos semelhantes ou alternativos.

Já quando se trata de Promoção, estamos falando de estratégia de publicidade e vendas. Aqui, é fundamental detalhar os métodos específicos que serão colocados em prática para atingir seu mercado-alvo.

Por fim, é hora de pensar na praça ou, melhor dizendo, o local onde seus produtos ou serviços serão vendidos. Seja loja online ou em uma loja física, seus clientes devem ser capazes de encontrá-lo. E o mais importante: você precisa proporcionar uma experiência agradável para que eles se sintam confortáveis ​​ao comprar no seu negócio.

Portanto, em seu plano de marketing, certifique-se de escrever as especificações de cada um desses componentes: produto, preço, promoção e praça.  

Em última análise, é assim que você define sua estratégia de marketing em alto nível.

#6: Defina seu funil de marketing

Depois de definir sua estratégia, é momento de definir seu funil de marketing para delinear as etapas pelas quais o consumidor passará até se tornar um cliente de sua empresa. 

Um funil de marketing é simplesmente a jornada que o cliente percorre até adquirir seus produtos ou serviços. Ele conta com 4 estágios principais: 

  • Conscientização
  • Engajamento
  • Conversão 
  • Defesa

O funil de vendas mostra que, antes de virar cliente, o consumidor faz uma jornada, conhecendo várias opções de produtos e serviços até chegar no seu e decidir ou não pela compra. Por isso, é importante enfatizar que dificilmente as compras ocorrem no primeiro contato com uma empresa. 

Você precisa, primeiro, apresentar sua proposta aos leads, torná-los cientes de seu negócio, despertar o interesse e, se eles “gostarem” do que vêem, estarão mais dispostos a ouvir seu discurso de vendas.

Então quanto mais criar suas campanhas de marketing em torno de um funil, mais bem-sucedido será na criação de um sistema que gera mais tráfego, leads e vendas para a empresa.

#7. Defina seus canais 

Esta etapa está relacionada ao aspecto “Promoção” de seu mix de marketing que discutimos anteriormente. A promoção é como você promoverá sua empresa no mercado, ou seja, por quais canais irá transmitir as mensagens.

A chave para definir seus canais de marketing é escolher canais específicos que seu mercado usa, afinal, de nada adianta estar em um canal que o público não está. Portanto, considere seu público e seus objetivos na hora de escolher os canais.

Existem alguns canais de marketing que muitas empresas utilizam, como o Google e o Facebook. Ambos os canais têm bilhões de usuários e, talvez, possam ser uma boa pedida para você também.

É importante analisar as características de cada rede social. Por exemplo, o LinkedIn é ótimo para profissionais e públicos B2B. O Pinterest é muito útil para negócios de comércio eletrônico e para empresas de decoração e moda. Já o Instagram tem um público diversificado e é fantástico para conteúdos mais visuais.

A lista é grande. Mas uma dica: quando se trata da quantidade de canais de marketing, é melhor começar dominando alguns canais do que estar em todos ao mesmo tempo.

Portanto, comece escolhendo os canais que podem fornecer mais oportunidades e faça o melhor que puder para alcançar seu mercado.

#8. Defina suas mensagens de marketing

Depois de selecionar os canais de marketing, é momento de trabalhar em suas mensagens, afinal, é assim que você impactará seu público e o levará a comprar do seu negócio. 

No cenário atual, as pessoas são bombardeadas com tantos anúncios que ignorar acaba sendo a atitude padrão. Por isso, é muito importante definir como seus conteúdos serão apresentados para que sejam atrativos e chamem a atenção do lead.

Uma boa pedida é utilizar o método AIDA. Esse método considera que devemos inserir o consumidor em quatro etapas através do conteúdo de marketing:

  • Atenção
  • Interesse
  • Desejo 
  • Ação

Assim, qualquer mensagem de marketing que você divulgue deve, primeiro, chamar a atenção do público, depois despertar o interesse, o desejo e, finalmente, levar à ação.

Por exemplo, se você for vender uma coleira de cachorro, não diga apenas “compre 1 e leve outra de graça – esta é a melhor coleira de cachorro do mundo!”.

As pessoas não conhecem a sua marca, logo não dá para fazer uma afirmação dessas e esperar que elas acreditem.

Em vez disso, comece dizendo: “você está levando seu cachorro para passear ou seu cachorro está levando você para passear?”. Este é um gancho que chama a atenção e pode despertar o interesse.

Em seguida, também poderia complementar: “e se disséssemos que existe uma maneira de você assumir o controle de sua experiência de passear com o cachorro? Nossa coleira já foi eleita a melhor do ano por xxx de doglovers”. Veja que aqui você apresentou as vantagens e uma prova social, mostrando que outras pessoas aprovaram o produto, dessa forma consegue criar desejo.

E o mais importante, sua empresa quer que as pessoas ajam. Então, pode terminar com uma Call to Action (CTA): “basta clicar neste link para saber mais” ou, aí sim, “compre 1 coleira hoje e ganhe outra grátis”.

O foco deve ser usar mensagens eficazes para atrair o público e fazê-lo evoluir no funil de marketing. 

#9: Defina seu orçamento de marketing

Certo, agora que seu plano de marketing está quase concluído, é preciso determinar uma coisa muito importante: o orçamento de marketing.

Aqui não se trata de quanto você QUER gastar, a questão é quanto você TEM que gastar para realmente atingir suas metas de receita.

Então, pergunte-se: quanto tenho que gastar para gerar consciência e engajamento suficientes para levar as pessoas à compra? Obviamente, às vezes, você perceberá que não tem dinheiro suficiente para atingir seus objetivos de plano de marketing, então deve partir para metas mais realistas e alcançáveis.

Logo, se a dúvida é “como saber por onde começar com seu orçamento de marketing?”, o que você deve fazer é o seguinte: decidir que porcentagem da receita pode alocar para atingir seus objetivos sem prejuízos, isto é, estabelecer um valor alinhado ao que pode pagar neste momento.

#10. Defina seu plano de implementação

Então vamos ao plano de ação, o componente final e mais importante do seu plano de marketing, que irá determinar como tudo será implementado.

Algumas perguntas para orientar esse processo: você tentará fazer tudo sozinho? Vai contratar uma agência? Novos funcionários? Independentemente do que você decidir, é necessário ter certeza de que cumpriu os itens de ação do seu plano de marketing.

Contrate uma agência especializada

Fazer um Plano de Marketing pode não ser tão difícil, mas de nada adianta elaborá-lo e não conseguir aplicar na sua empresa em 2021. Por isso, uma das melhores alternativas é contar com o apoio de uma agência de marketing que seja especializada na área digital.

Esses profissionais saberão analisar cenários, criar as melhores estratégias e permitir que seu plano de marketing atinja seus objetivos. E tudo isso você encontra aqui na Sardagna Web! Temos um time de especialistas em marketing digital que vão fazer seu negócio se destacar frente ao seu público-alvo, permitindo maior conversão em seus anúncios.
Por isso, se deseja que seu plano de marketing para 2021 seja realmente incrível, entre em contato agora mesmo com nossa equipe. Juntos vamos fazer sua empresa decolar no mercado!

Comentários

Receba Conteúdos
VIP para crescer

Dicas e conteúdos para empresas que querem crescer