Inbound Marketing

9 Minutos

Branding: o que é e como fazer para destacar a sua empresa no mercado

Branding: o que é e como fazer para destacar a sua empresa no mercado

O Branding é uma estratégia de gestão de marca responsável por construir a percepção da marca na cabeça dos consumidores e suscitar a preferência pelos produtos dela em detrimento dos produtos e serviços oferecidos pela concorrência.

Você já deve ter notado o quanto algumas imagens ou músicas fazem logo vir à mente alguma propaganda ou lembrança de uma marca, certo? Pois é, aí temos o melhor exemplo de como uma boa gestão de marca faz a diferença.

O Branding não somente atua no posicionamento da marca no mercado, como objetiva despertar sensações e estabelecer conexões com os clientes a partir de propósitos e valores compartilhados.

Philip Kotler, importante teórico do marketing, enaltece que no marketing 4.0 vendemos mais do que produtos ou serviços, vendemos também valores. E é o valor da marca que o cliente compra.

Em um mercado cheio de empresas vendendo produtos de beleza e higiene por exemplo, o consumidor sabe quais marcas são reconhecidas pela qualidade ou compactuam com as causas que ele defende, logo irá considerar todos esses fatores na hora da compra. 

Nem precisamos dizer o quanto trabalhar a estratégia de Branding pode destacar a empresa no mercado, não é? Quando bem trabalhada a gestão da marca, há crescimento das receitas e aumento da carteira de clientes, promovendo até a advocacia da marca, quando o cliente recomenda sua empresa para outras pessoas.

Neste artigo, vamos abordar:

  • O que é Branding?
  • Características de uma boa gestão de marca
  • Qual é a importância do Branding?
  • Como fazer Branding para o seu negócio?

O que é Branding? 

O Branding é uma estratégia de gestão de marca cujo objetivo é construir elementos que causem impacto no consciente ou inconsciente do consumidor de modo a destacar a empresa no mercado.

Quando um cliente confia na qualidade do produto/serviço, ele não pensa tanto em quanto irá pagar por ele, pois já valoriza a marca. Esse é o Branding fazendo efeito e servindo até para diminuir o tempo entre uma etapa e outra no funil de vendas.

Logo, o propósito do branding é marcar o consumidor, despertar sensações e estabelecer conexões que o façam ter preferência por ela aos produtos dos concorrentes.

Temos como exemplo de uma estratégia de Branding bem feita a campanha do Burger King argentino que demonstra a força do posicionamento de marca da empresa. No vídeo, o BK deixou de vender Whopper por um dia para apoiar o McDia Feliz. 

O resultado? Os clientes do BK indignaram-se e foram filmados no McDonald’s falando que estavam abrindo uma exceção, mas que queriam o hamburguer do Burger King no dia seguinte. Isso entrega a força do BK, seja em identidade de marca, qualidade, confiança ou responsabilidade, elementos que vamos abordar com mais profundidade no próximo item.

Características de uma boa gestão de marca

Na hora de trabalhar com Branding, é preciso atribuir à marca algumas características para que crie o efeito desejado na mente dos consumidores. São elas:  

#Personalidade

Uma marca forte tem personalidade, isto é, emoções e ideias associadas a ela. Quando pensamos na marca Coca-cola por exemplo, do que lembramos? Talvez duas palavras-chave, como Natal e felicidade. E por quê? A resposta está na gestão da marca e como esta é divulgada: a partir de campanhas marcadamente emocionais que trabalham a união entre as pessoas e momentos felizes.  

#Identidade

A identidade de marca diz respeito à missão e valores da empresa. Aqui incluem-se os logotipos, design de produto, estrutura de serviços, entre diversos outros pontos. Daí a importância de as marcas buscarem originalidade para que o consumidor consiga identificá-la. 

Além disso, é essencial que as marcas tenham identidades consonantes com o estilo de vida das pessoas que as apreciam, isso ajudará a fidelizar cada vez mais clientes.

#Coerência

Não basta uma empresa dizer que defende causas específicas e isso não ser verdade. Com a internet, se tornou cada vez mais fácil saber o quanto uma marca está sendo coerente com o que diz defender. Não dá para uma marca que defende a causa animal ainda testar produtos em animais, certo? Por isso, é importante não mentir sobre os propósitos que possui, caso contrário pode assumir uma imagem negativa ante os consumidores.

#Responsabilidade

A partir do Marketing 3.0, as marcas ficaram mais humanas a fim de se conectar com o novo tipo de consumidor. A responsabilidade pesa muito na hora de o público escolher de qual empresa consumir produtos ou serviços.

#Criatividade

Quem não quer comprar um um produto de uma empresa extremamente criativa e original? As pessoas buscam por personalização, por serviços com a cara delas.

#Qualidade

Oferecer produtos e serviços com reconhecida qualidade é um ponto agregador para qualquer marca, e tende a ser uma das características mais valorizadas no que tange a determinação de um custo x benefício.

#Confiança

Quando um cliente confia na marca, ele a recomenda para outras pessoas. Uma forma de atribuir confiança, principalmente no e-commerce, é oferecer garantias como trocas, consertos e até devolução integral do dinheiro caso o cliente não tiver uma boa experiência. 

Qual é a importância do Branding?

O mercado está cada vez mais competitivo e cabe às empresas encontrarem um diferencial para que saiam na frente. A este respeito, fazer uma boa gestão de marca ou Branding é essencial para se conectar com o lead, mostrar a confiabilidade da marca e convertê-lo.

Quando os consumidores confiam e possuem uma relação consolidada com a empresa estão mais propensos até a pagar mais pelos produtos ou serviços, uma vez que enxergam valor na aquisição por acreditarem na marca.

Hoje o consumidor está cada vez mais ativo e sabe muito bem o que quer de produtos e serviços. Por isso, a empresa deve atribuir personalidade e transmitir o propósito da marca a fim de criar identificações com as pessoas, ora por meio de causas abraçadas ou experiências. É preciso construir de um relacionamento e mostrar como seu produto ou serviço pode agregar valor ao lead ou cliente. 

Como fazer Branding para o seu negócio?

Fazer a gestão de uma marca não é fácil, mas é necessário traçar estratégias para realizar esse processo com eficiência, afinal, o foco do branding é impactar.

Enfatizamos, de começo, que sua empresa deve primar por estar em diversos canais de comunicação, principalmente aqueles onde os clientes ideais se encontram. 

Cruzar estratégias de Inbound Marketing para que os clientes cheguem até você também se torna uma ótima opção.

Mas antes de entendermos como você pode utilizar o branding para destacar a sua empresa, tenha clareza sobre:

  • Os valores da sua empresa
  • Quem é e qual o objetivo dela

A partir das respostas, é possível partir para os próximos passos, como trabalhar a identidade de marca para tornar seu negócio mais evidente diante dos olhos do mercado e dos clientes.

Quer saber como fazer para destacar a sua empresa no mercado a partir do branding? Então confira nossas dicas a seguir!

1- Entender os atributos da marca

O primeiro passo é entender do que se constitui sua marca, o que a move e a torna diferente das demais.

Os atributos da marca nada mais são do que o conjunto de elementos exclusivos da marca que farão com que seu público se identifique com ela. 

Essa conexão ajuda a comunicar a mensagem da empresa e ficar na cabeça do lead ou cliente.

Entre alguns atributos temos:

Propósitos

Aqui você deve se perguntar a razão da existência da empresa, por que ela foi fundada? O que se almejava mudar quando entrou no mercado? Essas perguntas podem ter respostas tão boas que virarão o slogan da marca e poderão orientar até a abordagem das campanhas.

Posicionamento

Chama-se de posicionamento a ação de construir uma visão sobre seus produtos ou serviços (identidade), além de determinar como sua empresa será vista pelos públicos e o espaço que ocupará no mercado baseado em todos esses fatores.

A dica é, portanto, compreender o seu mercado e o que seu público quer em produtos ou serviços. Saber desses elementos, te ajudará a atribuir relevância para a sua marca no segmento de atuação. 

Um case de sucesso é a Havaianas e o Nubank, a primeira se posicionou enquanto um calçado confortável, barato e original, o segundo enquanto uma opção totalmente digital e livre de burocracias. 

E quem diria que um dia teríamos carros por aplicativo de celular como o Uber, por exemplo? Quando falamos sobre posicionamento, também estamos nos referindo a propostas originais e inovadoras. Tenha isso em mente quando for trabalhar a estratégia de branding na sua empresa! 

Compromissos da marca

Os compromissos da marca nada mais são do que ações sobre as quais a empresa se compromete a realizar para que o propósito se concretize. 

Por exemplo, as mensagens que a marca leva à público, há um propósito a ser atingido por trás delas. Enquanto os propósitos são a teoria, os compromissos são as ações práticas.

Nesse sentido, pergunte-se: quais são os propósitos que sua marca quer comunicar? Em seguida, pense em como pode atingi-los.

Características da Marca

Como o próprio nome já diz, tratam-se dos elementos que constituem a marca, cujos quais ela não é nada, já que ditam sua essência, como comunica sua mensagem, propósitos, valores e até metodologias de trabalho.

Quando entramos no site de uma empresa, por exemplo, e vamos na página onde são apresentados os valores sobre os quais ela compactua. Encontramos “comprometimento com a causa animal” e essa única informação já cria expectativa de como a empresa opera, isto é, evidencia-se de que ela provavelmente não testa seus produtos em animais, caso seja uma marca coerente. 

Procure, então, definir as características da sua marca para que consiga comunicar o que quer e possibilite que seu público entenda o que a empresa acha importante.

2- Busque por uma identidade marcante

Como já mencionamos, atribuir identidade à sua marca garante que as pessoas lembrem dela sempre quando visualizam ou pensam em algo, como uma cor, música ou ícone. O reconhecimento mostra o quanto uma identidade de marca é bem construída.

Para isso, a dica é criar um nome interessante, além de um logotipo e uma logomarca para o seu negócio.

E quando falamos de identidade, incluem-se:

  • Identidade visual

Composta por elementos visuais, como design, cores, ícones, símbolos e tipografias. 

A identidade visual do Nubank utiliza a cor roxa, uma cor bastante inovadora e nunca utilizada por outros bancos. Daí quando vemos a cor e o tom arroxeados, lembramos da fintech. 

  • Slogan

O slogan nada mais é do que um conjunto de palavras que descrevem a marca, geralmente frases. Podemos pensar na marca Havaianas por exemplo “todo mundo usa”. Logo vemos que o slogan tem como objetivo direcionar a visão do consumidor sobre a empresa.

  • Voz

Como você abordará os atributos da empresa para garantir que o seu público escute, dê atenção? A voz nada mais é do que a abordagem que você irá adotar para se comunicar com o cliente ou lead. 

Um exemplo é: caso sua empresa tenha como uma das características principais a seriedade, a voz não poderá ser informal demais. Ou ainda assuma de forma muito marcante um compromisso com a causa ambiental, isso precisa ser sentido nas campanhas.

Importante enfatizar também que para definir a abordagem de forma adequada é preciso conhecer profundamente a persona, como seus interesses, necessidades e desejos.

3- Garanta a harmonia entre a estratégia e os públicos

Depois de definir atributos centrais como posicionamento e identidade, é preciso garantir o funcionamento das ações. 

Para isso, a dica é mapear todos os públicos que o negócio tem contato, desde parceiros e clientes até investidores, colaboradores e até concorrentes.

Nesse sentido, pergunte-se: 

  • Como são meus clientes? Quais os tipos de clientes que minha empresa atende?
  • Como são os perfis que me seguem nas redes?
  • Quem são meus funcionários?

Anotar e avaliar quem são e como são os públicos da empresa te ajudará a criar estratégias para alcançar metas em relação a cada um deles.

Conclusão

Vimos que a estratégia de Branding é capaz de trazer muito sucesso para uma empresa quando bem construída. Mas até chegar lá, é indispensável obter profundo conhecimento a respeito dos públicos de interesse da empresa, estar atento ao mercado e não ter medo de inovar, uma característica marcante entre os cases de sucesso com propostas reconhecidamente originais. 

E aí, gostou do artigo? Já está trabalhando alguns elementos de Branding para destacar a sua empresa? Então não perca nosso conteúdo sobre Growth Marketing e entenda como a estratégia pode te ajudar a crescer!

Comentários

Receba Conteúdos
VIP para crescer

Dicas e conteúdos para empresas que querem crescer