Marketing

9 Minutos

Marketing 4.0: sua empresa está preparada?

Marketing 4.0: sua empresa está preparada?

O marketing 4.0 é resultado de um  cenário de transformação digital e mudança nos hábitos de consumo a partir da internet. 

Se antes o marketing era centrado nas empresas e nos produtos, atualmente, com o marketing 4.0, a tendência tem sido focar no próprio cliente, o principal gerador das receitas de um negócio. 

Nesse sentido, a tecnologia é utilizada para construir um relacionamento entre empresa e consumidor. Não existe mais “público-alvo”, porque o consumidor 4.0 é ativo, sabe muito bem o que quer, posta nas redes sobre a experiência que teve com produtos ou serviços e influencia outros consumidores que tencionam efetuar compras similares.

De acordo com a pesquisa TIC Domicílios, realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic),  em 2018 foi registrado o número de 126,9 milhões de internautas, o que significa que 70% da população brasileira está conectada à internet. 

E com essa presença digital significativa, sabemos o quanto houve também uma mudança nos hábitos de consumo. Não basta a empresa ter a estrutura física, as pessoas precisam encontrar informações sobre o negócio na internet também. Não à toa, o comércio eletrônico cresceu muito, mas isso é assunto para outro post.

O fato é que estamos vivendo em um contexto de muitas transformações digitais e as empresas não podem ignorar isso. Já se perguntou em quais canais de comunicação está o seu cliente? Quais são seus interesses, dores e desejos? 

Hoje mais do que nunca é preciso estabelecer um contato próximo, ser quase como um amigo do cliente. A pergunta é: as empresas estão preparadas para o marketing 4.0? É o que pretendemos incentivar até o fim deste post. Acompanhe!

Neste artigo, abordaremos:

  • Marketing 4.0: o que é?
  • Do marketing 1.0 ao 4.0: a evolução do marketing
  • Por que o Marketing 4.0 é tão importante?
  • Como adotar o marketing 4.0 na sua empresa?

Na obra Marketing 4.0: do tradicional ao digital, Philip Kotler define o marketing 4.0 como uma estratégia focada em valores humanos.

Com a mudança no perfil do consumidor suscitada pelas transformações digitais, houve um deslocamento de foco do produto para o ser humano e as empresas notaram que, para ter bons resultados, é necessário centralizar o cliente e personalizar campanhas.

Marketing 4.0 e a experiência do cliente

Esse cenário é marcado por uma convergência entre tecnologias e tendências, como a integração omnichannel, em que a empresa adota vários canais online e offline para impactar os clientes e leads, marketing de conteúdo e produção de materiais relevantes, CRM Social, que registra informações sobre o cliente ou lead a fim de personalizar a abordagem, entre outros. As empresas precisam entender que não basta ter presença digital ou investir massivamente no disparo de e-mail marketing. Antes, é preciso ser estratégico e conhecer o cliente profundamente para que possa estabelecer uma conexão e fidelizá-lo. 

Nesse sentido, focar na experiência do cliente é de suma importância, entre cases conhecidos temos do Aeroporto de Copenhague, que criou uma experiência memorável para os passageiros na época de natal. 

É o tipo de campanha que impacta tão positivamente o público de modo que ele nunca mais se esqueça da sua marca.

Segundo Kotler, o  objetivo do marketing 4.0 é:
Criar produtos, serviços e culturas empresariais que adotem e reflitam valores humanos.

Pois é isso que irá fomentar uma conexão entre empresa e cliente: a proximidade. A sensação de que a empresa entende o que o cliente quer, deseja e procura! O desafio do profissional de marketing deve ser, portanto, acompanhar os clientes em sua jornada de compra, desde o estágio de assimilação até de advocacia da marca.

Mas por que 4.0?

O conceito faz referência ao termo Indústria 4.0 ou quarta revolução industrial, cunhado pelos alemães em 2011, que se referia às fábricas inteligentes que fazem inovações tecnológicas em automação, controle e tecnologia da informação.

Do marketing 1.0 ao 4.0: a evolução do marketing

Antes de chegar no marketing 4.0, passamos pelo marketing 1.0, 2.0 e 3.0. Importante enfatizar que um marketing não anula o outro, uma vez que o que muda são os relacionamentos, a forma com que se dá a comunicação entre marcas, empresas e consumidores, característica melhor desenvolvida na medida em que o digital avança e a evolução tecnológica vai ganhando corpo. 

Vamos entender como se deu a evolução do marketing? Confira!

Marketing 1.0

O marketing 1.0 é caracterizado por um maior foco no produto e sua funcionalidade do que no consumidor propriamente dito. 

Em um cenário de pouca concorrência, as empresas colocavam os produtos ou serviços no mercado sem considerar pontos como a experiência do cliente, personalização ou diferenciação, hoje essenciais para a efetividade das ações de marketing. 

Portanto, o objetivo era exclusivamente vender a partir da funcionalidade.

A Web 1.0 consistia em um espaço:

  • Estruturado
  • Sites com conteúdo estático
  • Pouca interatividade
  • Diretórios de links

Marketing 2.0

Com o aumento da concorrência, o marketing 2.0 acaba focando mais no consumidor e suas necessidades. 

O posicionamento da marca e interações com o consumidor baseadas no relacionamento um a um (segmentação) são alguns pontos desenvolvidos nesse estágio.

Um bom exemplo desse tipo de marketing são os comerciais das Havaianas nos anos 1980. Em uma abordagem cômica, a marca trazia Chico Anysio em diversos personagens falando sobre o calçado de modo a criar uma identificação com o público. A Havaianas tem uma trajetória de posicionamento de marca bastante interessante como mostra nesse documentário

A Web 2.0 também muda, já que o consumidor passa a ter mais informações disponíveis, compartilha conteúdo e interage em blogs pessoais.

Marketing 3.0

Se o estágio anterior era mais focado no consumidor, o marketing 3.0 tem como foco o ser humano. 

O marketing 3.0 não quer apenas vender produtos, mas gerar valor para as pessoas, reconhecendo suas complexidades e estabelecendo uma conexão com elas.

Não se trata portanto de considerar o público como mero consumidor, antes adotar uma abordagem humanizada e aproximá-lo cada vez mais.

Assim, as empresas adotam valores humanos como estratégia para criar identificação com as pessoas.

Um exemplo disso são as lojas Magazine Luiza, que adotaram uma estratégia de humanização da marca a partir da personagem Lu, que defende causas e propósitos.

A Web 3.0 é caracterizada:

  • Pela semântica
  • Informações em rede
  • Portabilidade e apps
  • Resultados mais precisos

Marketing 4.0

Lido como um desdobramento do marketing 3.0, o Marketing 4.0 não chega para substituir seu precedente, antes para complementá-lo, uma vez que as transformações digitais têm sido muito rápidas. 

Além de continuar trabalhando os valores humanos e a conexão entre pessoas e empresas, a tendência do Marketing 4.0 é atribuir à web um sistema dinâmico e inteligente.

O Marketing 4.0 é definido com a sigla VUCA, que abrange seus quatro elementos: 

  • Volatilidade
  • Incerteza
  • Complexidade
  • Ambiguidade

Embora o Marketing 4.0 esteja em voga, isso não significa que os estágios anteriores sejam ineficazes ou não existam mais. Ainda há negócios que focam exclusivamente na funcionalidade dos produtos, bem como há empresas que buscam abordagens mais humanizadas. 

A diferença é que quem estiver mais atualizado sobre estratégias, tendências e tecnologias estará mais à frente no que tange ao encantamento do público e o crescimento das receitas. É preciso, então, trabalhar em uma perspectiva de convergência e omnichannel, integração de vários canais.

Por que é o Marketing 4.0 é tão importante?

Diante de um quadro de inúmeras evoluções e mudanças significativas no comportamento do consumidor, uma empresa que almeja o crescimento não pode ficar estacionada sem realizar qualquer adaptação ao novo cenário. 

Mas quando falamos de adaptação, não estamos nos referindo à presença digital, porque todo mundo já sabe o quanto é importante ter um site ou perfis nas redes, certo? 

O que é preciso entender é que o Marketing 4.0 não se trata de ferramentas, mas de uma estratégia, uma nova abordagem de marketing que ajudará sua empresa a se aproximar do público e reforçar o posicionamento no mercado. Trata-se, portanto, de fazer a transição do tradicional para o digital e adotar estratégias consonantes com esse objetivo, isto é, que possibilitem a mensuração de resultados. 

Como adotar o marketing 4.0 na sua empresa

Entendido o que é e por que é tão importante, vamos te dar algumas dicas de como aplicar o Marketing 4.0 na sua empresa. Confira!

#1 Crie uma personalidade para sua empresa

Já pensou em como se comunica com o seu público? Pois a interatividade permite relações menos engessadas entre empresas e clientes e você pode usar isso a seu favor. 

Atribuir personalidade e valores humanos à sua empresa pode ajudar muito no encantamento de clientes, na medida em que eles se sentem mais próximos de você. 

Dá para começar a trabalhar isso utilizando a primeira pessoa ou criando um personagem para representar a empresa. A economia digital é caracterizada por um público engajado em causas, portanto sempre procure enfatizar a missão e os valores da empresa, isso ajuda a reforçar o branding.

#2 Trabalhe a integração entre canais

Embora se trabalhe muito com o marketing digital, isso não significa que o marketing offline deva ser desconsiderado. O importante aqui é a convergência e integração entre canais online e offline, a isso chamamos de omnichannel: sua empresa incentiva os consumidores a habitarem diversos canais, desde o e-commerce até a loja física, oferecendo uma experiência completa. O objetivo é que o cliente esteja satisfeito em ambos os canais e nem perceba as fronteiras existentes. 

#3 Invista em Marketing de conteúdo

O foco não deve ser simplesmente vender produtos, mas vender valores a partir da produção de conteúdos relevantes para o público. E utilizar o Inbound Marketing combinado com a estratégia de marketing de conteúdo tem sido de grande importância para captar e converter leads. 

Por isso, invista em blogposts e conteúdos para as redes sociais. É possível identificar as necessidades e desejos do público utilizando ferramentas como o Google Trends ou buscadores de palavras-chave como o SEMRush. Dessa forma, seu conteúdo fica bem otimizado e tem mais chances de ser encontrado na página de resultados. 

Conclusão

Na economia digital, adotar abordagens mais humanas e pensar na experiência do cliente têm sido pontos fundamentais, uma vez que os consumidores almejam a personalização de produtos e serviços e estão cada vez mais engajados com as marcas. 

O Marketing 4.0 é uma realidade e as empresas precisam se adaptar se não quiserem perder espaço no mercado nos próximos anos. 
Gostou do conteúdo? Então leia este post em que trazemos 5 dicas de marketing digital para aumentar as vendas!

Comentários

Receba Conteúdos
VIP para crescer

Dicas e conteúdos para empresas que querem crescer